Encontros – Água (7º ano)

Notícia do seu passado

Unidade Portugal

7º ano

Professora: Mayte                                           Disciplina: Português

Atividade 10 – Notícia do seu passado

Atividade 11 – Entre Textos

Objetivos:

– Reconhecer da importância de autores de literatura portuguesa;

– Favorecer o conhecimento vocabular;

– Reconhecer elementos mitológicos em poemas narrativos;

– Promover a comparação de temas em leituras diversas;

– Retomar momentos históricos ilustrados na literatura.

 

A atividade 10 propõe a retomada do Renascimento e uma visão sobre o Canto de ‘O Gigante Adamastor’, de Os Lusíadas, obra de Luís de Camões, fazendo referência à importância de fatos passados para a construção do presente.

No caso da atividade 11, é mostrada, entre outras coisas, a importância do escritor Fernando Pessoa, e proposta a leitura de seu poema ‘Mar Português’.

O primeiro passo desta atividade foi a pesquisa feita pelos alunos, a respeito das estrofes que compõem a história do Gigante, na obra de Camões. A partir daí, a professora pediu aos alunos que trabalhassem com aquelas de número 39 a 50.

Depois, em grupos, fizeram a busca por palavras desconhecidas e substituíram-nas pelos sinônimos encontrados, o que facilitou o entendimento do texto, do contexto histórico e a percepção em relação à diferença vocabular entre tempos distintos.

A partir daí, alguns elementos passaram a ser percebidos com mais facilidade pelos alunos, como a presença do mito na narrativa, a estrutura do poema e elementos épicos.

Os alunos, então, fizeram a leitura e o entendimento do poema de Fernando Pessoa, momento em que a professora propôs a comparação do tema que envolve os dois textos, solicitando, então, que fizessem a produção de texto sobre suas observações.

Como proposta de contextualização, a professora ainda vendou os alunos, provocando neles sensações durante a leitura do Canto O Gigante Adamastor, que consistiram em borrifadas de água e vento a partir de um secador de cabelos, o que refletia a ventania e a água do mar que espirrava nos marujos presentes na esquadra de Vasco da Gama.

Entre textos diferentes, as glorias portuguesas e o conhecimento da literatura – para se ler o mundo, é necessária a aquisição de conhecimento.